Artigos

A Magia em Artrúsia

Introdução

Por Tony Garcia

A magia no mundo de Artrúsia possui algumas particularidades interessantes. Desde a expulsão dos Lordes do Além e a mudança ocorrida com a utilização da Aerolita em diversos desenvolvimentos científicos, a magia praticamente desapareceu do hemisfério norte do mundo, dando lugar a uma era de racionalismo e ceticismo com relação a este tipo de movimento. Contudo no hemisfério sul, a magia continua com todo o seu poder, e influenciando acontecimentos do dia a dia. Mas que magias são essas e como funcionam? Neste artigo vamos dar a luz inicial para todos os que desejam conhecer mais sobre o assunto e como a magia se comporta em nosso mundo.

O Princípio Mágico

Existem alguns pontos importantes a serem definidos sobre o que é a magia e sua forma de operação. Francisco Gabriel, um grande mago e estudioso profundo da prática magica nos apresenta esta ciência  como:

“A Magia é uma manifestação da natureza, canalizada por um operador. Trata-se de uma forma de ter contato com as forças primordiais do universo e assim dirigi-las para a execução de um ato. O operador utiliza de sua vontade e através de símbolos, objetos, palavras e gestos realizando a obra mágica. ”

Resumindo, um estudioso da magia consegue operar as forças primordiais da natureza e as comandar para realizar seus desejos. Contudo isto não é um processo simples, já que o operador necessita se preparar tanto de forma física, como espiritual para fazer estas operações. O operador mágico (mesmo os mais poderosos) vão esbarrar com limitações de ordem material, pois as magias funcionam como “entidades”, ou seja precisam ser controladas e canalizadas de maneira correta, caso contrário o invocador seria morto no processo.  Além disso durante o processo de aprendizado, o operador cria seus próprios grimórios, dos quais “aprisiona” as magias em formas de símbolos, conjurações etc. Toda a vez que um operador  “aprende” uma magia, guarda sob a forma de um processo, também mágico, de armazenamento. Todo o grimório tem propriedades mágicas e estes são repletos de  energias ligadas a estas conjurações e encantamentos.

Resumindo: quando uma nova magia é criada, é um processo de canalização e armazenamento no grimório. O operador mágico utiliza de suas forças físicas e psiquícas para o desenvolvimento desta nova magia e seu “aprendizado”. Normalmente quando uma magia é escrita num grimório de forma definitiva, o operador despende uma grande força psíquica e física, sendo necessário que o mesmo tenha um período de descanso, pois caso contrário sofrerá de enormes debilidades físicas/mentais, podendo levar até a sua morte.

A mesma coisa acontece com relação a ítens mágicos no geral. Os objetos como armaduras, anéis, armas, colares, etc recebem do operador um pouco de sua força vital, contudo elementos como jóias, raízes, partes de animais, metais, etc servem para validar estes efeitos e funcionam literalmente como elementos de amplificação e catálise para o efeito desejado. Quando um operador cria um objeto extremamente poderoso (um anel de proteção por exemplo), cede um pouco de sua essência combinado com estes elementos catalisadores. É um processo também que gera um enorme desgaste ao operador, necessitando um período de descanso e repouso, pois caso contrário ele adoecerá. Experimentos errados que saem do controle do operador, o levam a morte certa.

Falando sobre a utilização da magia, esbarramos novamente na limitação material do operador no dia a dia. A medida que o mago vai se desenvolvendo, ele vai criando uma resistência física e psíquica maior, permitindo ele executar uma ou mais magias durante um dia. Contudo, ele vai esbarrar num problema de ordem fisiológica, que limita a usabilidade “infinita” de um feitiço. Quando o operador utiliza uma magia, seu corpo realiza um grande esforço psíquico, fazendo com que ao término da operação, ele se sinta extremamente fatigado no sentido mental. Se um mago utilizar o feitiço de maneira desregrada, seu cérebro desliga e ele entra num estado de catatonia durante um período variado (de acordo com o tamanho do “poder” do feitiço). Por isso os operadores criaram o que chamamos de “barreira mágica mental”, ou seja durante o aprendizado eles se auto sugestionam a travar o cérebro no limite de sua resistência, para evitar este efeito. A medida que eles vão evoluindo, esta barreira vai ficando mais resistente permitindo ele realizar mais magias, pois caso contrário, eles poderiam ficar loucos ou catatônicos. Resumindo, quando um mago extrapola seus limites, a barreira é “ligada” causando um esquecimento temporário da magia, evitando assim a sua loucura.

Resumimos aqui o princípio mágico, é claro que isso é discutido em tomos e tomos de estudo sobre o assunto, mas como desejamos apenas fazer uma introdução, acreditamos que isso servirá de base para você.

As Escolas Mágicas

Em Artrúsia existem “escolas mágicas”, ou melhor, a forma de tratar a magia e assim conseguir realizar suas operações. Vamos falar de cada uma delas abaixo:

Escola Arcana – A Escola Arcana é a responsável pelas magias no mundo físico, para manipulação do ambiente, objetos e dos seres. Esta escola é fonte de estudos para os magos em geral. Suas magias normalmente são muito poderosas e requerem um estudo aprofundado pelos operadores. Estas magias podem ser ulizadas tanto para efeitos positivos, como negativos.

Escola Divina – A Esola Divina é responsável pela magia da qual há um intervenção de uma divindade ou divindades para efeitos de cura, bençãos, exorcismo ou banimento. Esta escola é fonte de estudos para os clérigos em geral. Normalmente estas magias estão ligadas a ordens que adoram determinados entidades.

Escola da Natureza – A Escola da Natureza é responsável pelas magias ligadas a comunhão com a natureza e os seres deste reino. Esta escola é fonte de estudos para Druidas e Rangers em geral. Os Alfir tem uma ligação muito estreita com a Escola da Natureza, contudo é uma escola muito presente nos reinos humanos.

Escola Necromântica – A Escola Necromântica é uma das mais controversas que existem sendo comumente encontrada entre os Orcos e os Humanos. Esta escola lida com os mortos, os espíritos e tudo ligado as energias vitais. Muitos acreditam que ela é uma corruptela da Escola Divina, contudo a Escola Necromântica tem suas próprias práticas. É muito comum no hemisfério sul de Artrúsia e nos reinos Orcos. Não existem ordens ligadas a esta escola e sim praticantes individuais, contudo exitem rumores de “colégios nercromânticos” em Artrúsia.

Escola Berdoloquiana  – A existência desta escola é ligada a Berdolock e os Lordes do Além. De acordo com estudiosos, esta escola é fruto entre a escola Arcana e Necromântica, com conhecimentos profundos na magia destes seres. Além de Berdolock, existem praticantes, que na realidades são seus acólitos. Normalmente estes acólitos se entregam a um poder profano e muito, mas muito poderoso, trocando sua vida por uma existência sob a forma de um Lich, ou mesmo com “Marcas da Escola”, também conhecidas como as “Graças de Berdolock”. Estas marcas podem ser desde tatuagens, cicatrizes, ou  como chifres, tentáculos, ou outras coisas profanas. Esta escola age de maneira secreta e nunca se revela para o mundo de maneira direta.

A Linha Taumatúrgica

Uma outra coisa interessante ao falarmos sobre a magia em Artrúsia, é a chamada Linha Taumatúrgica, uma linha imaginária, que separa os dois hemisférios no que diz respeito a magia. Os efeitos da magia no hemisfério norte de nosso mundo vão diminuindo, até quase a sua inexistência, quando esta linha que divide o mundo é atravessada. Este fenômeno não tem explicação, contudo nas Terras Malditas, a magia funciona com todo o seu poder. A crença geral que isto se dá devido a antiga presença dos Lordes do Além neste lugar e por ter sido o local em Artrúsia das últimas batalhas contra estes seres.  Este meridiano mágico é um dos grandes mistérios de nosso mundo.

Palavras Finais

Há muito do que se falar sobre magia, mas este artigo é para que você entender mais sobre o que é a magia em nosso mundo. Futuramente falaremos mais a respeito e exploraremos em nosso mundo de jogo muito mais coisas legais. Por favor fiquem a vontade para comentar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code